top of page

EPA Estabelece Marco Crucial na Proteção da Água Potável Contra os Perigos dos PFAS



No dia 10 de abril, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) divulgou a implementação do primeiro padrão nacional legalmente aplicável para água potável. A regra exige que as concessionárias reduzam as substâncias per e polifluoroalquílicas (PFAS) ao nível mais baixo em que possam ser medidos com segurança, além de testar esses produtos químicos e informar ao público quando os níveis estiverem elevados.


Conhecidas como produtos químicos eternos, os PFAS são um grupo de produtos químicos perigosos produzidos pelo homem, que têm sido fabricados e utilizados em diversos setores, desde 1940. Diversos tipos de PFAS continuam sendo amplamente encontrados em embalagens de alimentos, panelas antiaderentes, cosméticos, espumas de combate a incêndios e roupas resistentes a manchas. Além disso, os PFAS podem ser encontrados em água potável, onde foram descartados ou migraram, em peixes, animais e seres humanos, onde esses compostos acumulam e persistem ao longo do tempo.


Esses produtos químicos estão associados a doenças no fígado e no coração e ao câncer, além de provocarem danos ao sistema imunológico e prejudicar o desenvolvimento de bebês e crianças. Essa medida pode proteger cerca de 100 milhões de pessoas contra a exposição a esses compostos químicos e prevenir milhares de doenças.


Gostou do post? Deixe sua avaliação!


5 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page