top of page

As atividades que podem consumir mais água do que 46% da população brasileira por 1 ano inteiro


Cinquenta conglomerados empresariais brasileiros possuem outorga para extrair uma quantidade exorbitante de fontes superficiais e subterrâneas de domínio federal, totalizando cerca de 5,2 trilhões de litros por ano. Esse volume de água seria suficiente para o abastecimento de 93,8 milhões de pessoas por um ano inteiro, o que corresponde a mais de 46% da população do país.


Entre as atividades com maior volume de água outorgados se encontram o agronegócio, o setor sucroalcooleiro e setor de papel e celulose. As empresas estão distribuídas por 139 municípios de 19 estados brasileiros nas cinco regiões do país, sendo que mais da metade da água autorizada está concentrada nos estados de Minas Gerais, Bahia e São Paulo.



No levantamento realizado pela agência de jornalismo Pública, foram selecionadas apenas as outorgas de captação de recursos hídricos concedidas pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), tanto de direito de uso quanto as preventivas, as quais reservam água para projetos de grande escala em fase de planejamento.


Uma das maiores outorgas preventivas em volume analisadas pela reportagem concedeu 438 bilhões de litros por ano para a empresa de energia Eneva com a intenção de implantar um projeto de exploração de gás natural em Itacoatiara (AM). Essa quantidade seria suficiente para abastecer o equivalente a duas vezes a população do estado do Amazonas por um ano, a qual vem enfrentando períodos de seca preocupantes esse ano.




7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page